Menu

“O Brasil é um país homofóbico e machista pra caramba”, dispara Pabllo Vittar

27 AGO 2018
27 de Agosto de 2018

A ascensão da drag queen Pabllo Vittar na música brasileira será o tema do Conexão Repórter, desta segunda-feira (27), no SBT. Em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, ela lamentou a discriminação sofrida pela comunidade LGBT no Brasil.

“[É um país] muito homofóbico, preconceituoso, transfóbico, racista pra caramba. Eu vejo isso todos os dias”, afirmou a cantora acrescentando que não trabalha para os moralistas.

“Para as outras, a gente quer levar informação. Quer mostrar que a gente é capaz. Quer mostrar que nós, LGBTs e gays, temos caráter, trabalhamos, temos sim os mesmos direitos… E a gente pode fazer o que quiser. Posso exercer qualquer função no mercado de trabalho, porque eu sou capaz disso. A minha sexualidade, a minha condição sexual, não me incapacita, não me faz menos. Provo isso para mim mesma, todos os dias.”

Voltar

TODOS DIREITOS RESERVADOS 

Tenha também o seu site. É grátis!